Morre idoso que dizia ter 146 anos

Sodimedjo, também conhecido como Mbah Ghoto (avô Ghoto), dizia ter nascido em 1870.

Mbah Ghoto (avô Ghoto) pode ter sido o ser humano mais longevo do mundo. Foto: EPA/BBC

Morreu na província de Java Central, o indonésio que dizia ter 146 anos. De acordo com seus documentos, Sodimedjo, também conhecido como Mbah Ghoto (avô Ghoto), nascera em 1870, diz a BBC.

Segundo a publicação, Mbah Ghoto havia sido hospitalizado em 12 de abril, com a saúde debilitada. Seis dias depois, ele insistiu em ir para casa.

“Desde a volta do hospital, ele se alimentava apenas de mingau e bebia muito pouco”, contou um neto do idoso.

“Isso durou apenas dois dias. Daquele momento até sua morte, ele se recusou a comer e beber”.

A Indonésia, no entanto, só começou a registrar oficialmente os nascimentos em 1900 – e vários erros foram cometidos antes disso. As autoridades analisaram os documentos apresentado pela família e confirmaram que são válidos.

Se confirmada sua idade oficialmente, o Mbah Ghoto terá vivido mais do que a centenária francesa Jeanne Calment, que tinha 122 anos quando morreu, em 1997, e é considerada até hoje o ser humano mais longevo da história.