“Japonês do Pânico” é preso acusado de armazenar conteúdo pornográfico infantil

O humorista Marcelo Eiji Harada, conhecido por ter participado do programa "Pânico", foi preso acusado de armazenar conteúdo pornográfico infantil.

Marcelo Harada, o Arex, esquete do Pânico. Foto: Reprodução
Marcelo Harada, o Arex, esquete do Pânico. Foto: Reprodução

O humorista Marcelo Eiji Harada, conhecido por ter participado do programa “Pânico”, foi preso nesta quinta-feira (17) acusado de armazenar conteúdo pornográfico infantil. Ele nega a acusação.

“Ele foi preso em sua casa na zona sul de São Paulo durante a operação na manhã desta quinta”, disse a delegada Elizabete Sato, ressaltando ainda que não sabia de quem se tratava. “Na casa dele foi encontrado um HD externo e, na vistoria técnica, foi identificado o armazenamento de conteúdo de pornografia infantil”.

Segundo Sato, ele foi autuado pelo armazenamento do conteúdo, enquadrado no Art. 241B do Estatuto da Criança e do Adolescente, que diz: “Adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.”

Harada pagou fiança no valor de R$ 1 mil e foi liberado.