PM apreende drones, munições e até colete balístico próximo a penitenciaria de Dourados

Dois jovens foram presos por uma das equipes da Força Tática, logo após serem flagrados com um drone que teria entregue produtos ilícitos na Penitenciaria em Dourados.

Material apreendido. Foto: Divulgação
Material apreendido. Foto: Divulgação

Um jovem de 25 anos morador no conjunto habitacional Harrisson de Figueiredo, outro de 23 anos, morador no jardim Jóquei Clube e e um de 22 anos, morador na vila Aurora, foram presos por uma das equipes da Força Tática do 3º BPM, logo após serem flagrados com um drone que teria entregue produtos ilícitos na Penitenciaria em Dourados.

O caso foi registrado na DEPAC na madrugada dessa quinta-feira (29), sendo que os policiais da Força tática teriam sido informados por outro militar que fazia a guarda externa nas muralhas da PED, que por volta das 2:45 viu um drone sobrevoando um dos raios e deixando uma carga, não sendo possível abate-lo.

De posse das informações, a equipe da força tática realizou patrulhamento nas proximidades da PED, localizando um veículo VW gol de cor branca com placas de Dourados (MS), parado as margens da perimetral norte, sendo que ao avistar a aproximação dos policiais, tentou empreender fuga rumo a BR 163, sendo interceptados e abordados logo em seguida.

No veículo foram identificados os acusados, sendo que depois de busca pessoal e vistoria ao veículo, foi localizado um drone de cor preta que possivelmente estaria sobrevoando a PED.

Dois dos detidos acabaram relatando aos policiais que realmente teriam entregue uma carga de celulares a um interno do Raio II da PED, sendo que um deles relatou ter ainda outros drones em sua residência na rua Olinda Pires de Almeida na Vila Rosa em Dourados.

No local foram encontrados pelos policiais mais três drones sucateados, 14 munições calibre 9mm, vários aparelhos celulares e dois coletes balísticos, além de uma munição calibre 7,62.

O caso foi registrado na DEPAC em Dourados, onde os acusados foram autuados em flagrante por associação criminosa.