A Conmebol adiou o jogo da final da Libertadores que seria realizado neste domingo (25), entre River Plate e Boca Juniors, no Monumental.

Em entrevista à “Fox Sports” argentina, o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, afirmou que a decisão foi tomada para que não houvesse “desigualdades esportivas”.

“Não havia condições esportivas. Não queremos que haja desigualdades esportivas. (Queremos) Um bom espetáculo esportivo. Que não haja desculpa.”

Apesar da decisão, Domínguez garantiu que a partida será disputada. A data, no entanto, ainda será discutida com os presidentes de Boca Juniors e River Plate.

“Esta não é uma suspensão, é um adiamento. Em conjunto com os presidentes, vamos remarcar a partida. Vamos buscar a data adequada, a partida será disputada”.