Dazdama. Foto: Divulgação
Dazdama. Foto: Divulgação

O Dazdama, formado por um baterista e uma dj, é um duo de música pop eletrônica que promove uma verdadeira experiência emocional em suas apresentações, transportando o público a uma viagem no tempo ao cantar e tocar a trilha-sonora da vida do brasileiro. Prova palpável disso é o EP lançado hoje, dia 30/11/2018, em todas as plataformas digitais com regravações que fizeram muito sucesso no Brasil. Com quatro músicas, o EP traz na faixa-título a música de trabalho “Valoriza essa Mina”, além das regravações “Cheia de Manias” (Raça Negra), “Malandragem” (Cássia Eller) e “Musa do Verão” (Felipe Dylon). No mesmo dia, o duo também disponibiliza, em seu canal oficial no YouTube, os respectivos clipes.

Valoriza essa Mina: http://bit.ly/ValorizaEssaMinaDZD

Cheia de Manias: http://bit.ly/CheiaDeManiasDZD

Malandragem: http://bit.ly/MalandragemDZD

Musa do Verāo: http://bit.ly/MusaDoVeraoDZD

“Nos dedicamos muito a esse projeto, tivemos muito cuidado e carinho e ao mesmo tempo, quisemos ousar e tentar algo diferente”, diz Leko.

“A principal coisa que a gente quer passar é a nossa energia, o nosso amor pela música, a nossa mensagem de que a gente tem que valorizar a mulher e nesse trabalho a gente quis mostrar isso de todas as formas possíveis”, diz Sara.

Independente do gênero, as canções ganham assinatura própria do Dazdama. O pagode original do Raça Negra vira um Pop Funk com Sara Navarro na programação e Leko Bertoldo na bateria. O que era uma balada pop, “Musa do Verão” surge em uma versão mais que moderna com Leko abrindo no violão e depois pulando para a bateria, enquanto Sara segura a batida. Leko então se aventura no voz e violão em “Valoriza Essa Mina”, música de composição própria, e para finalizar o hit nacional “Malandragem”.

Sempre enaltecendo as mulheres, os dois se juntaram pela filosofia em comum de que música boa é aquela que faz as pessoas felizes e as transportam para lugares inesquecíveis.

O que fizeram e fazem, é levar um som próprio sem distinção de gênero musical, apesar do histórico dos dois serem mais voltados ao sertanejo e ao Brazilian Bass. A soma dos dois, traz o pop eletrônico livre do Dazdama.