Caso de Flávio Bolsonaro não tem nada a ver com governo, diz Mourão

Integrantes do governo continuam buscando se distanciar do escândalo que envolve Flávio Bolsonaro e seu ex-assessor, Fabrício Queiroz.

Hamilton Mourão. Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil
Hamilton Mourão. Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

Integrantes do governo continuam buscando se distanciar do escândalo que envolve Flávio Bolsonaro e seu ex-assessor, Fabrício Queiroz, em relação a movimentações financeiras milionárias, denunciado pelo Coaf. A tentativa mais recente foi do general Hamilton Mourão, vice-presidente de Jair Bolsonaro.

“É preciso dizer que o caso Flávio Bolsonaro não tem nada a ver com o governo”, afirmou, em entrevista a Rodrigo Viga Gaier, da Reuters. Mourão assume a presidência da República enquanto Bolsonaro participa do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça.

De acordo com o general, é preciso esperar o andamento das investigações antes de se tirar conclusões.

Maia

Mourão também fez elogios ao atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que tenta a reeleição.

Maia conseguiu apoio de vários partidos, incluindo o PSL de Bolsonaro, e teria a simpatia de integrantes da equipe econômica do governo, até mesmo do ministro da Economia, Paulo Guedes.

“O Rodrigo Maia tem noção do tamanho do problema (do país)”, declarou o general.