O número de pessoas presas ou apreendidas, suspeitas de participação de ataques criminosos no Ceará, subiu para 309.

A informação foi publicada nesta sexta-feira (11) pelo governador do estado, Camilo Santana, em sua página oficial no Facebook.

Os ataques promovidos por facções criminosas tiveram início na semana passada e deixaram em alerta todo o estado.

Prédios públicos, viadutos, estradas, ônibus e locais com veículos foram incendiados ou atingidos de alguma forma pelos grupos.

Militares da Força Nacional policiam as ruas, prédios e pontos de ônibus de Fortaleza visando garantir a ordem.

Na madrugada de hoje, mais 15 presos do sistema penal do Ceará foram transferidos para o Presídio Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

A operação, concluída às 6h30 da manhã, contou com a participação de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e de equipes do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e do governo do estado.

Segundo o Ministério da Justiça, foram transferidos até o momento 35 detentos.

Na quarta-feira (9), 20 haviam sido levados para Mossoró. De lá, eles poderão ser distribuídos para outros presídios federais localizados em outros estados.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do estado disponibilizou o número 181, o Disque Denúncia do órgão, e um número de WhatsApp (98969-0182) para receber denúncias de atos criminosas ou atitudes suspeitas.