Dois aviões da Força Aérea da Rússia aterrissaram no Aeroporto Internacional Simón Bolívar, no estado de Vargas, na Venezuela, neste sábado (23), trazendo o chefe do Estado Maior das forças terrestres da Rússia, Vasily Tonkoshkurov e outros 99 soldados, além de cerca de 35 toneladas de equipamentos militares.

Nem autoridades venezuelanas nem a embaixada da Rússia em Caracas emitiram comentários.

Rússia e China, principais credores da dívida externa da Venezuela (estimada em U$ 150 bilhões), tem sido dois dos maiores aliados do governo de Nicolás Maduro em meio a uma crescente pressão internacional para que ele abandone o poder. A colaboração militar entre Caracas e Moscou fortaleceu desde o inicio do chavismo, com a compra de equipamentos e armamento militar.

*Com informações das agências de notícias