Gilmar Mendes. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Gilmar Mendes. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, disse nesta quinta-feira (14), que os procuradores da força-tarefa da Operação Lava-Jato são uns “cretinos”. “Se estudaram em Harvard, não aprenderam absolutamente nada”, ironizou. “São uns cretinos, não sabem o que é processo civilizatório, não sabem nem o que é um processo.”

Gilmar criticou o fundo anticorrupção de R$ 2,5 bilhões que seria criado pelo Ministério Público em acordo com a Petrobras – e gerido pelos próprios procuradores. “Sabe-se lá o que poderiam estar fazendo com esse dinheiro”, disse o ministro.

STF decide que Justiça Eleitoral pode julgar corrupção da Lava Jato

Por 6 votos a 5, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu a favor da competência da Justiça Eleitoral para investigar casos de corrupção quando envolverem simultaneamente caixa 2 de campanha e outros crimes comuns, como lavagem de dinheiro, que são investigados na Operação Lava Jato.