O número de mortos nas inundações e desabamentos na Província de Bengkulu, oeste da Indonésia, e na capital Jacarta, subiu para 31 nesta segunda-feira (29). A busca por 13 pessoas desaparecidas ainda está em andamento, disseram os funcionários da agência para desastres.

Inundações e desabamentos têm assolado a Província de Bengkulu desde a sexta-feira. Apesar da água ter recuado, a agência pediu que as pessoas tenham cautela uma vez que existe chances de novas chuvas fortes. Na capital da Indonésia, Jacarta, as inundações começaram a recuar, segundo a agência.

O número de mortos na província aumentou para 29 na segunda-feira, disse à Xinhua Abdul Rohman, chefe do departamento de dados e informação da agência provincial de gerenciamento de desastres.

Mais de 12 mil pessoas estão desalojadas depois que as inundações e desabamentos destruíram 184 casas, sete escolas e 40 instalações públicas, incluindo ruas, pontes, canais de água na província, disse Rohman.

Tendas, barcos, alimentos, água potável, alimentos para bebês, pontes portáteis e transporte de ligação estão entre as necessidades mais imediatas, acrescentou ele.

O desastre danificou a infraestrutura de transporte e cortou o fornecimento de eletricidade, o que dificultou a comunicação e a distribuição de materiais de assistência nas áreas afetadas, disse Sutopo Purwo Nugroho, porta-voz da agência nacional de gerenciamento de desastres.

“É difícil chegar nas áreas afetadas já que todas as ruas ligando as áreas atingidas foram totalmente destruídas. A distribuição de materiais de assistência está comprometida”, disse Sutopo.

“O povo deve manter-se com alerta uma vez que as fortes chuvas devem continuar caindo”, ele disse à Xinhua.

A Indonésia tem sido frequentemente atingida por inundações e desabamentos durante as chuvas fortes.