Um ex-militar das Forças Armadas identificado como Rudson Aragão Guimarães, de 39 anos, abriu fogo dentro de uma igreja na cidade de Paracatu, em Minas Gerais, na noite desta terça-feira (21).

Segundo as informações apuradas até o momento, o autor do ataque foi até à casa da mãe dele e esfaqueou a ex-namorada, Heloísa Vieira Andrade, de 59 anos, com um golpe no pescoço. Ela morreu no local.

Em seguida, o homem foi até a Igreja Batista Shalom, situada no Bairro Bela Vista, onde acontecia uma reunião com aproximadamente 20 pessoas. De posse de uma garrucha calibre 36, ele atirou na cabeça de um senhor que estava no local.

Após o disparo, ele recarregou a arma e acerta uma senhora na cabeça. Ao perceber a chegada da Polícia Militar (PM), o homem dispara mais uma vez, e acerta a cabeça de outra mulher que estava na igreja. As três pessoas morreram dentro do templo.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a intenção do homem era matar um líder religioso que, segundo a polícia, é casado com a ex-namorada dele.

As vítimas que estavam no templo foram identificadas como, Rosangela Albernaz, Marilene Marins de Melo Neves e Antônio Rama, pai do líder religioso alvo do ataque.

Quanto ao suspeito, os bombeiros disseram que policiais militares atiraram contra ele. O homem foi socorrido para o mesmo hospital em estado grave.