Homem ficou preso graças ao cinto de segurança. Foto: Reprodução
Homem ficou preso graças ao cinto de segurança. Foto: Reprodução

Revoltado por ter a luz cortada pela empresa de energia, um homem retirou a escada onde o técnico se apoiava para realizar o serviço. O técnico ficou dependurado na estrutura apoiado por um cinto esperando por socorro. O caso ocorreu nesta segunda-feira (29) no Pará.

O funcionário trabalha para a Centrais Elétricas do Pará (Celpa). O caso foi relatado pelo jornalista Carlos Baía.

Ele destacou que o caso não é para rir, tendo em vista as consequências que ele poderia gerar. “Que o consumidor estava revoltado com o fato isto é notório. Mas, por outro lado, tentando buscar de forma incorreta seus direitos, poderia causar a morte de um pai de família, que ali cumpria apenas ordens superiores. Se este cidadão cai, bate a cabeça e falece? Se cai e fica com problemas físicos ou mentais? Se este é eletrocutado durante a ação revoltosa do consumidor?”, escreveu.

Por meio de nota, a concessionária disse que está acompanhando o caso junto às autoridades.