Ministro Edson Fachin. Foto: Carlos Moura/SCO/STF
Ministro Edson Fachin. Foto: Carlos Moura/SCO/STF

O ministro Edson Fachin afirmou nesta terça-feira (25) que, por ora, não vê motivos para mudar seu entendimento, de negar o habeas corpus apresentado pela defesa do ex-presidente Lula.

“Não vejo, a menos por ora, razões para alterar o voto e os motivos que tenho, que a mim me parecem por ora suficientes. Não se tem notícia a que o aludido material tenha sido submetido a escrutínio das autoridades”, afirmou Fachin sobre as reportagens do The Intercept.

Esse pedido de liberdade de Lula foi apresentado pela defesa no ano passado, depois que Sérgio Moro aceitou o convite do presidente Jair Bolsonaro para comandar o Ministério da Justiça. No habeas corpus, a defesa do ex-presidente questiona a atuação e a imparcialidade do atual ministro da Justiça no julgamento do petista na primeira instância da Justiça Federal pelo caso do triplex do Guarujá (SP).

*Com informações do G1