A influenciadora digital Alinne Araújo. Foto: Reprodução
A influenciadora digital Alinne Araújo. Foto: Reprodução

A influenciadora digital Alinne Araújo, de 24 anos, surpreendeu a internet na noite deste domingo (14) ao decidir celebrar seu casamento mesmo após ter sido deixada pelo noivo, com quem estava há dois anos. “Casei sozinha”, contou.

A jovem, que morava no Rio de Janeiro, cometeu suicídio nesta segunda-feira (15). A informação foi confirmada por uma vizinha de Alinne.

Segundo a Glamour, ao anunciar o fim do relacionamento, ela escreveu: “Vocês sabem a dor de confiar em alguém cegamente e achar que encontrou o companheiro da vida é um dia antes da celebração do amor de vcs a pessoa some. “Manda uma msg pelo whatsapp e termina todos os sonhos de vocês, fui pega de surpresa, quis morrer, ele sempre soube da minha condição e não se importou em como eu estaria.” A influencer sofria de depressão e ansiedade.

Seguindo o relato, Alinne confessou que tentou atentar contra a própria vida naquele momento: “Eu recebi a notícia estava dirigindo, tive uma crise no volante, larguei meu carro e me atirei numa via expressa, mas papai do céu e bom e me salvou mais uma vez.”

Após o ocorrido, a atriz disse que seguiria com os planos da festa e celebraria um recomeço: “Poderia ficar aqui chorando, mas tem uma festa linda me esperando, então hj caso cmg mesmo em nome da minha vida nova. Me desejem sorte. Amo vcs.” Conforme anunciado, Alline seguiu com a festa e compartilhou vídeos e fotos da festa no Instagram.

Durante a cerimônia, Alline foi até o altar e agradeceu todos os convidados pela presença. Disse que era um dia muito difícil, mas que marcava seu renascimento.

Alinne vivia com depressão e tinha acompanhamento médico de psicólogo e psiquiatra. Em seu Instagram, ela mantinha um destaque de Stories no qual falava sobre a doença. Em um episódio severo da doença, há 14 semanas, a influencer tentou suicídio ao ingerir uma grande quantidade de remédios tarja-preta. Na situação, foi internada, passou por uma lavagem intestinal e se recuperou.

Nos vídeos, ela alertava para os perigos da doença e pedia para que as pessoas ao redor de depressivos ficassem atentos à sinais.