Heroico. Emocionante. Surpreende. Foi desse jeito que o Timbu conquistou o acesso à Série B de 2020 e carimbou a vaga para as semifinais da Série C. Enquanto no jogo de ida das quartas de final, Náutico e Paysandu ficaram no 0 a 0. Na noite deste domingo (8), as equipe protagonizaram um duelo de tirar o fôlego digno do Estádio do Aflitos. Depois de sair perdendo por 2 a 0, o Alvirrubro buscou o empate no apagar das luzes e, na disputa de pênaltis, venceu o Papão por 5 a 3.

Na próxima fase da Série C, o Náutico vai encarar o vencedor de Juventude-RS e Imperatriz-MA.

O jogo

A partida começou com o Paysandu dominando as ações. Aos 11 minutos, o Papão teve a primeira chance do jogo. Tomas fez o lançamento e Joa na tentativa de afastar o perigo quase mandou contra o próprio gol. A resposta do Timbu veio praticamente na mesma moeda. Jean Carlos aproveitou uma saída errada da defesa bicolor, bateu para o gol e viu Micael salvar em cima da linha, aos 20. Os visitantes continuaram controlando o jogo e, aos 24, abriram o placar nos Aflitos. Vinícius Leite soltou uma bomba, a bola ainda desviou no meio do caminho e foi morrer no fundo da meta alvirrubra: 1 a 0. Ainda no ataque, o Paysandu teve duas oportunidades para ampliar a vantagem com Nicolas. Minutos antes do intervalo, o Náutico ensaiou uma pressão em busca do empate, mas não conseguiu ser efetivo.

Na etapa complementar, o Papão voltou ao marcar logo aos nove minutos. Tony apareceu bem pela direita e cruzou rasteiro para a chegada de Nicolas, que mandou de letra para fazer 2 a 0. Precisando do empate a todo custo, o Timbu foi para cima. E diminuiu a vantagem bicolor, aos 19. Willian Simões colocou a bola na área, Álvaro foi no segundo andar e testou firme para estufar as redes. Três minutos depois, o camisa 7 do Alvirrubro chegou mais uma vez com perigo, mas finalizou para fora. Já o Paysandu voltou a assustar, aos 34. Em contra-ataque veloz, Uchôa recebeu na entrada da área e experimento o chute para boa defesa de Jefferson. A resposta do Náutico veio de imediato e novamente com Álvaro. Acreditando no empate, o Náutico seguiu pressionando. Nos minutos finais, Camutanga e Jean Carlos criaram boas chances até que, aos 49, o juiz assinalou pênalti para os donos da casa. Na cobrança, Jean Carlos bate como manda o manual: bola para um lado, goleiro para o outro e partida encaminhada para as penalidades.

Na disputa por pênaltis, Jean Carlos, Jhonnatan, Wilian Simões, Joa e Matheus Carvalho converteram as cobranças para o Timbu, que também contou com a estrela do goleiro Jefferson para conquistar o acesso à Série B.