‘Agimos para parar uma guerra, não para começar’, diz Donald Trump

O presidente Donald Trump, dos Estados Unidos, disse que morte do general iraniano Qassem Soleimani foi ação necessária para "conter o terror".

Donald Trump. Foto: Tia Dufour/Official White House
Donald Trump. Foto: Tia Dufour/Official White House

O presidente Donald Trump, dos Estados Unidos, disse nesta sexta-feira (3) que morte do general iraniano Qassem Soleimani foi ação necessária para “conter o terror”, e que a intenção do país norte-americano não é a de começar uma nova guerra no Oriente Médio.

“Nós atuamos para parar uma guerra, não para começar uma guerra”, afirmou Trump em seu primeiro pronunciamento sobre a morte do general.

Soleimani era considerado o segundo homem mais importante do Irã. Líder da Força Al Quds, unidade especial da Guarda Revolucionária, o comandante morreu em um bombardeio ordenado por Donald Trump, em Bagdá, no Iraque.