Filipinas registra casos de H5N6 e sacrifica 12 mil codornas para conter vírus

Foram detectados casos de gripe aviária H5N6, um subtipo altamente infeccioso do vírus influenza A, em uma fazenda de codornas, nas Filipinas.

Foram detectados casos nesta segunda-feira (16) de gripe aviária H5N6, um subtipo altamente infeccioso do vírus influenza A, em uma fazenda de codornas, no norte das Filipinas. A informação é da CNN Brasil.

Siga o Gazeta do Dia no Google News

O secretário de Agricultura, William Dar, disse que o vírus da gripe aviária, a mesma cepa que atingiu algumas fazendas locais de aves em 2017, foi detectado no município de Jaen, na província de Nueva Ecija, onde cerca de 1.500 codornas morreram em uma fazenda.

Um total de 12.000 codornas foram sacrificadas e enterradas para evitar novas infecções, disse Dar, citando relatórios das autoridades locais.

A porta-voz do Departamento de Agricultura das Filipinas disse que, embora exista a possibilidade de transmissão aos seres humanos por meio de excreção e secreção, “as chances são muito pequenas”.

“Também existe uma taxa de mortalidade zero”, disse a Arlene Vytiaco.