Dólar volta a subir e rompe a barreira de R$ 5,86

Às 11h12, a moeda norte-americana era vendida a R$ 5,8629, em alta de 2,80%. Na máxima do dia até o momento, chegou a R$ 5,8634.

Um dia após o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, reduzir da taxa de juros básica (Selic) de 3,75% para 3% ao ano, o dólar voltou a subir com força, nesta quinta-feira (7).

Siga o Gazeta do Dia no Google News

Às 11h12, a moeda norte-americana era vendida a R$ 5,8629, em alta de 2,80%. Na máxima do dia até o momento, chegou a R$ 5,8634.

Na quarta, moeda encerrou o dia em alta de 1,96%, vendida a R$ 5,7030. Na parcial da semana e do mês, a alta acumulada é de 4,84%. No ano, o avanço é de 42,23%. Já o dólar turismo bateu R$ 5,9040, sem considerar o IOF.

A cotação de fechamento mais alta até esta quarta havia sido registrada na semana passada, quando a moeda encerrou o dia a R$ 5,65. Na parcial da semana e do mês, a alta acumulada é de 4,84%. No ano, o avanço é de 42,23%.

Já o dólar turismo bateu R$ 5,9040, sem considerar o IOF.

O Banco Central realiza nesta quinta-feira leilão de até 7,54 mil contratos de swap tradicional com vencimento em setembro de 2020 e janeiro de 2021.