Homem que participou de festa no feriado é 13ª morte por coronavírus em MS

Um homem de 57 anos, residente em Brasilândia, é 13ª morte registrada em Mato Grosso do Sul pelo novo coronavírus (covid-19).

Um homem de 57 anos, residente em Brasilândia, é 13ª morte registrada em Mato Grosso do Sul pelo novo coronavírus (covid-19). Ele era um dos participantes da festa ocorrida no feriado do Dia do Trabalhador, onde 13 pessoas foram contaminadas pela doença. A informação é do Campo Grande News.

Siga o Gazeta do Dia no Google News

O prefeito de Brasilândia, Antônio de Pádua Thiago (MDB), disse que o marceneiro estava internado no Hospital Auxiliadora, em Três Lagoas onde estava entubado há três dias. Morreu ontem, por volta das 22h. O paciente era diabético e hipertenso.

Uma idosa de 70 anos, que também estava na festa, permanece internada em Três Lagoas, em estado grave.

Um amigo da família relatou que o homem sentiu dores no peito e pensou ser uma crise de pressão alta, sendo medicado. Dois dias depois, sentiu falta de ar e foi atestada a infecção pelo novo coronavírus.

O prefeito lembrou que o marceneiro participou de festa familiar realizada no dia 1º de maio. Desde o encontro, o número de infectados pela covid no município passou para 15 casos, sendo que apenas dois são de pessoas que não estavam na confraternização, mas tiveram contato direto com participantes.

Além do caso de Brasilândia, o Estado já registrou 4 mortes em Campo Grande, 3 em Três Lagoas, 2 em Batayporã, 1 em Paranaíba, 1 em Vicentina e 1 douradense que morreu em Tocantins.