Jair Bolsonaro encerra entrevista ao ser perguntado sobre nova CPMF

Após ser perguntado sobre a criação da nova CPMF, o presidente Jair Bolsonaro, encerrou entrevista coletiva realizada em Bagé, no Rio Grande do Sul.

Jair Bolsonaro em Bagé (RS). Foto: Alan Santos/PR
Jair Bolsonaro em Bagé (RS). Foto: Alan Santos/PR

Após ser perguntado por uma repórter sobre a criação da nova CPMF, o presidente da República, Jair Bolsonaro, encerrou entrevista coletiva realizada após a entrega de um condomínio em Bagé, na Região da Fronteira do Rio Grande do Sul, nesta sexta-feira (31).

Leia também

“Sua opinião sobre a nova CPMF, presidente?”, perguntou a repórter. “Entrevista encerrada”, disse o presidente.

O novo imposto sobre pagamentos eletrônicos, que teria alíquota de 0,2%, é discutido pelo governo, que o incluiu na proposta da reforma tributária. A ideia é que o imposto compense as perdas causadas pela desoneração da folha de pagamento de empresas.

A proposta de criar um novo tributo é capitaneada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e já tinha recebido apoio do setor industrial. Porém, a ideia enfrenta resistência no Congresso Nacional. Parlamentares criticam o novo imposto por considerá-lo semelhante à antiga Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

Auxiliares do governo informam que Bolsonaro liberou Guedes para testar a aceitação da proposição na Câmara, mas que não fará defesa pública da nova CPMF.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, classificou a criação do novo imposto como “jeitinho”, durante evento nesta quinta-feira (30). Para ele, a desoneração da folha deve ser compensada por redução de gastos públicos, e não pela criação mais um tributo. “Não vai passar”, indicou Maia.