Bayern humilha Barcelona com 8 a 2 histórico e vai à semi da Champions League

O Bayern de Munique não tomou conhecimento do Barcelona e humilhou a equipe de Lionel Messi com uma goleada por 8 a 2.

Bayern de Munique venceu o Barcelona. Foto: Site oficial do Bayern de Munique
Bayern de Munique venceu o Barcelona. Foto: Site oficial do Bayern de Munique

O Bayern de Munique não tomou conhecimento do Barcelona e humilhou a equipe de Lionel Messi com uma goleada por 8 a 2, na tarde desta sexta-feira (14), pelas quartas de final da Liga dos Campeões, e avançou à semifinal da principal competição europeia. Os gols do time bávaro foram marcados por Thomas Muller (2), Perisic, Gnabry, Kimmich, Lewandowski e Philippe Coutinho (2); Alaba (contra) e Luis Suárez descontaram para a equipe azul e grená.

O quinto gol da equipe alemã abrilhantou ainda mais a partida que eles fizeram. Alphonso Davies deixou Semedo na saudade pelo lado esquerdo e só rolou para Kimmich empurrar para o gol aberto. O jovem canadense foi responsável por uma das mais belas jogadas da partida.

Agora, o Bayern de Munique espera o vencedor do confronto entre Manchester City x Lyon, que acontece amanhã (15), às 16h (de Brasília), no estádio José Alvalade. Esta semifinal será decidida na próxima quarta-feira (19), também às 16h, no mesmo estádio em que a equipe de Pep Guardiola e o time do meio-campista brasileiro Bruno Guimarães se enfrentarão.

Na terça-feira (18), a outra semifinal será disputada entre RB Leipzig e Paris Saint-Germain – o duelo as duas equipes já garante, nesta edição da Liga dos Campeões, um finalista inédito.

O Bayern segue em busca do seu sexto título da Liga dos Campeões, após uma temporada de amplo domínio em território nacional, com a conquista da Copa da Alemanha e do Campeonato Alemão.

Para o Barcelona é o fim de sua pior temporada em 11 anos, já que termina sem nenhum título. A última vez que isso tinha acontecido no clube catalão foi em 2007/08, quando o holandês Frank Rijkaard era técnico e tinha Deco e Ronaldinho Gaúcho na equipe. Além disso, desde 1976 a equipe azul e grená não sofria cinco gols ou mais em uma competição europeia.