Gilmar Mendes suspende ação penal contra José Serra na Lava Jato

O ministro do STF, Gilmar Mendes, suspendeu a ação penal aberta pela Lava Jato São Paulo contra o senador José Serra e sua filha, Verônica.

Gilmar Mendes. Foto: José Cruz/Agência Brasil
Gilmar Mendes. Foto: José Cruz/Agência Brasil

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, suspendeu a ação penal aberta pela Lava Jato São Paulo contra o senador José Serra e sua filha, Verônica. Ambos foram denunciados por lavagem de propina transnacional pagas pela Odebrecht nas obras do Rodoanel Sul. A decisão foi tomada no âmbito de uma nova petição da defesa do tucano apresentada à Corte na semana passada.

O ministro também concedeu à defesa acesso amplo a todos as provas que envolve o senador.

O tucano foi denunciado por receber propinas da Odebrecht entre 2006 e 2007 em troca de benefícios para a empreiteira nas obras do Rodoanel Sul. Os pagamentos teriam sido ocultados por meio de transações financeiras envolvendo offshores constituídas por sua filha, Verônica Serra, e o empresário José Amaro Ramos, operador do esquema. As transações teriam ocorrido até 2014 – antes de Serra assumir o atual cargo de senador.