Mercado fica aberto mesmo com corpo de trabalhador morto no Recife

Segundo funcionários e clientes o estabelecimento permaneceu funcionado normalmente após a morte do homem.

Funcionário morre e tem o corpo coberto por guarda-sóis; supermercado continuou aberto. Foto: Reprodução
Funcionário morre e tem o corpo coberto por guarda-sóis; supermercado continuou aberto. Foto: Reprodução

Um representante de vendas morreu enquanto trabalhava em um supermercado da rede Carrefour no Recife (PE), e teve o corpo coberto com guarda-sóis e cercado por caixas de papelão, engradados de cerveja e tapumes improvisados entre as gôndolas. O caso aconteceu na sexta-feira (14), no bairro da Torre. A informação é do G1.

Segundo a publicação, ele atuava como representante de vendas de uma empresa de alimentos fornecedora e não era funcionário do Carrefour, mas estava no local a trabalho.

Segundo funcionários e clientes que estavam no supermercado disseram que o estabelecimento permaneceu funcionado normalmente.

Nas redes sociais, os internautas reagiram com indignação.

O Carrefour enviou nota lamentando o ocorrido. Leia a íntegra:

“O inesperado falecimento do Sr. Moisés Santos, vítima de um infarto, foi um triste acontecimento para todos colaboradores. O Carrefour sente muito e informa que, por conta do ocorrido, revisitou seus protocolos, implementando a obrigatoriedade de fechamento das lojas para fatalidades como essa. Assim que o prestador de serviços começou a passar mal, iniciamos os primeiros socorros e acionamos o SAMU imediatamente. Permanecemos à disposição para apoiar a família do Sr. Moisés neste momento tão difícil”.