Produtor de leite Glória de Dourados busca melhoramento genético com aquisição de girolandas de Minas Gerais

A Bacia Leiteira de Glória de Dourados está voltando a investir em tecnologia para a produção de leite.

Cristian Felippi, da Agraer e Francisco Rigatto com os animais vindos de Minas Gerais. Foto: Rafael Henrique/Gazeta do Dia
Cristian Felippi, da Agraer e Francisco Rigatto com os animais vindos de Minas Gerais. Foto: Rafael Henrique/Gazeta do Dia

A Bacia Leiteira de Glória de Dourados está voltando a investir em tecnologia para a produção de leite com a aquisição de matrizes leiteiras girolanda de alto padrão genético.

Através da assistência técnica oficial do Estado a AGRAER (Agência de Desenvolvimento Agrário e extensão Rural) e Recursos do PRONAF disponibilizados pelo Banco do Brasil, o agricultor familiar Francisco J. Rigatto adquiriu 11 novilhas girolanda leiteira, para incrementar a sua produção de leite, melhorar a sua renda e a qualidade de vida da família. Os animais são oriundos de uma das mais tradicionais fazendas produtoras de leite, a Fazenda Santa Luzia, de Passos (MG), do Grupo Cabo Verde, que mantem doadoras consagradas.

João Carlos, da Agraer acompanhando a chegada dos animais na propriedade do Rigatto. Foto: Divulgação
João Carlos, da Agraer acompanhando a chegada dos animais na propriedade do Rigatto. Foto: Divulgação

Rigatto que também é presidente da APROLEITE (Associação dos Produtores de Leite de Glória de Dourados-MS) vem somando esforços no sentido de melhorar a bacia leiteira do município, fortalecendo a loja de insumos para os produtores adquirir produtos com melhores preços; adquirindo implementos para apoiar as atividades rurais, e parcerias para melhorar o fornecimento de serviços para os associados, como um programa de melhoramento genético através de inseminação artificial junto a AGRAER.

E não seria diferente em sua propriedade. Com orientação técnica, o produtor já vem se preparando antecipadamente para a chegada dos animais de alto padrão genético, com a produção de silagem de milho, capim capiaçú ensilado e para corte in natura, além do manejo de pastagens de braquiária rotacionada. Para que a alimentação possibilite a máxima expressão genética dos animais na produção de leite.

“Uma das novilhas que chegaram dia 01 de maio já pariu, e tem produzido em torno de 16 litros na ordenha da manhã e 13 litros na ordenha da tarde e surpreende pela produção e pela docilidade, e estou na expectativa para os próximos partos já que todas as novilhas foram adquiridas prenhes de sêmem sexados de fêmeas e com a gestação bem adiantada”, enfatiza Rigatto, que está muito satisfeito com o investimento.

Com mais um projeto ousado e inovador a AGRAER vem atuando de maneira constante no apoio aos produtores rurais e no desenvolvimento agropecuário de todo o estado. Neste projeto que contou com o apoio da agencia local do Banco do Brasil, os técnicos da AGRAER juntamente com o Produtor Rigatto vêm planejando desde o início do ano uma visita a fazenda Santa Luzia, em Passos MG, para conhecer melhor os animais e a estrutura da fazenda, mas devido a pandemia do covid-19, o planejamento foi todo realizado virtualmente, e vem apresentando bons resultados.

O planejamento contou com a participação dos engenheiros agrônomos da AGRAER local de Glória de Dourados João Carlos Stefanello e Cristian Felippi.

“Nós da AGRAER elaboramos diversos projetos de apoio a produção, muitos desses projetos contribuem para a realização de sonhos dos produtores e esse é mais uma prova de que há a necessidade de os produtores de leite investirem em tecnologia em sua propriedade familiar para manter a competitividade na produção de leite e sobreviver na atividade, melhorando a infraestrutura, a alimentação, o manejo dos animais e a genética, possibilitando maior produtividade e diminuindo os custos de produção por litro de leite, e a AGRAER está sempre a disposição dos produtores para apoiar nesse planejamento”, completa Felippi.

A fazenda

Matrizes leiteiras girolanda de alto padrão genético. Foto: Fazenda Santa Luzia/Divulgação
Matrizes leiteiras girolanda de alto padrão genético. Foto: Fazenda Santa Luzia/Divulgação

Mauricio Coelho, do Grupo Cabo Verde, que fez questão de atender de forma muito pessoal as nossas demandas, comenta mais algumas informações sobre a Fazenda Santa Luzia:

A fazenda fica localizada no município de Passos (MG), do Grupo Cabo Verde, propriedade de José Coelho Vitor e Filhos, mantém atualmente umas das melhores genéticas do Brasil. Possui mil hectares e produz 40 mil litros de leite por dia e com 14,5 milhões de litros em 2020, sendo a 9ª maior produtora de leite em no último ano.

O melhoramento genético da fazenda é garantido devido ao FIV (Fertilização in vitro) com a utilização de doadoras consagradas de óvulos e com touros provados:

Mauricio Coelho completa relatando a satisfação de ter realizado o 20º Leilão do Grupo Cabo (Fazenda São José do Can Can e Fazenda Santa Luzia) um leilão histórico em comemoração aos 20 anos ininterruptos de leilão da Fazenda Santa Luzia, e estende os seus sinceros agradecimentos todos que participaram:

Enfim, o que achou da notícia?

Então, nos siga no Facebook, Twitter e Google News. Assim você vai acompanhar as principais notícias do Brasil e do mundo no Gazeta do Dia!