MS já vacinou 70% da população adulta com pelo menos 1 dose contra covid-19

Mato Grosso do Sul já conta com 70% da população com 18 anos ou mais com pelo menos uma dose do imunizante contra covid-19.

Comemorando 2 milhões de vacinas aplicadas contra a covid-19, Mato Grosso do Sul já conta com 70% da população com 18 anos ou mais com pelo menos uma dose do imunizante. Para celebrar essa marca, o governador Reinaldo Azambuja acompanhou a vacinação e participou nesta segunda-feira (12) de um evento no Centro de Convenções Albano Franco, em Campo Grande.

“A vacina é o antídoto, o melhor remédio, evita que a gente possa ter – não as contaminações, porque a pessoa vacinada pode também ser contaminada – mas evita as internações, que as pessoas tenham o agravamento, e os óbitos”, disse Reinaldo Azambuja.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, o cenário se transformou no último mês em Mato Grosso do Sul graças às medidas restritivas e ao avanço da imunização. “Mato Grosso do Sul está se consolidando como primeiro estado a imunizar. Se a gente depurar os dados e colocar somente a população acima de 18 anos, nós já estamos na marca de 70% de vacinados na primeira dose e 35% na segunda dose, ou seja, completamente imunizados”, explicou.

Resultado desses cuidados, pela primeira vez nos últimos 60 dias, o número de mortes registrado no boletim diário não ultrapassou dois dígitos. Foram nove óbitos. A expectativa, segundo ele, é chegar à chamada imunidade de rebanho no fim de agosto. “Eu acredito que no fim de agosto, poderemos dizer: nós atingimos a chamada imunidade de rebanho. Nós conseguimos superar a marca de 80%, principalmente a primeira dose, vamos marchar com a velocidade que o momento exige para chegar a nossa população, minimamente, no final de agosto, com 60% tomando as duas doses. Esse é o nosso objetivo”.

Apesar dos números positivos, Geraldo Resende ressaltou à imprensa que é necessário manter os cuidados como o distanciamento entre as pessoas, uso das máscaras de proteção e a higienização das mãos. “Ainda não nocauteamos o vírus, só aplicamos um jab, um golpe bem aplicado. Ainda precisamos estar em guarda”, finalizou.

Participaram do evento também o presidente da Fiems, Sergio Longen; presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa; deputado Lidio Lopes; secretário estadual Jaime Verruck (Semagro); vice-prefeita Adriane Lopes; e o secretário municipal José Mauro (Saúde), entre outras autoridades.

Enfim, o que achou da notícia?

Então, nos siga no Facebook, Twitter e Google News. Assim você vai acompanhar as principais notícias do Brasil e do mundo no Gazeta do Dia!