Psicóloga foi morta com 28 facadas em motel; autor do crime é ex-paciente

Um jovem de 22 anos, suspeito de matar uma psicóloga, de 64 anos, foi preso pela polícia paraguaia na cidade de Ñemby.

Um jovem de 22 anos, suspeito de matar uma psicóloga, de 64 anos, na noite deste sábado (4), foi preso pela polícia paraguaia na cidade de Ñemby, na Grande Assunção. O homem é ex-paciente da vítima e possui quadro de esquizofrenia.

A perícia constatou que a vítima recebeu 28 facadas, que atingiram o tórax, peito, costas, rosto e cortes nas mãos, o que indica que ela tenha lutado para não ser golpeada.

O suspeito foi preso com o carro da vítima, usado para fugir logo após o crime. A vítima foi encontrado morta em um quarto de motel, na manhã de ontem (4), em Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Brasil, após ter saído de casa na noite anterior.

Dentro do veículo foi encontrado cartão bancário em nome da vítima.

Enfim, o que achou da notícia?

Então, nos siga no Facebook, Twitter e Google News. Assim você vai acompanhar as principais notícias do Brasil e do mundo no Gazeta do Dia!