Agricultor devolve R$ 861 mil que recebeu por engano: ‘Não é meu, não quero’

Nestor Führ achou que tinha algum problema em sua própria conta quando foi chamado no banco. Depósito foi feito por empresa.

Comprovante do depósito de R$ 861 mil, pago por engano a agricultor. Foto: Reprodução/RBS TV
Comprovante do depósito de R$ 861 mil, pago por engano a agricultor. Foto: Reprodução/RBS TV

Um agricultor de Arroio do Meio, no Vale do Taquari, foi surpreendido ao receber, na primeira quinzena de novembro, um chamado do gerente do banco onde mantém uma conta. Ao chegar na agência, foi informado que tinha recebido, por engano, um depósito de R$ 861 mil.

“Tive a sensação de um dia ser milionário, né? Passei o cartão e transferimos. Ficou tudo certo. Não é meu, não quero”, relata.

Residente da localidade de Picada Arroio do Meio, a 10 km do centro da cidade, o homem cria aves e gado em sua propriedade. Nestor diz que o gerente chegou a perguntar se ele topava devolver o dinheiro e afirma que nem pensou em ficar com a quantia.

“Ele me convidou para ir urgentemente na agência bancária. Eu quis saber o motivo e ele não quis revelar, que se tratava um assunto muito sério. Eu fiquei desconfiado de que era um problema na minha conta”, diz.

Com a repercussão, o agricultor ficou conhecido na cidade de 21 mil habitantes como o “ex-milionário”. Moradores da cidade ressaltaram a honestidade de Nestor.

“Essa atitude fez dele uma pessoa grande”, comentou a aposentada Marli Nos.

Essa não foi a primeira vez que Nestor recebeu dinheiro por engano. Ele conta que, em 2002, o frigorífico onde trabalhava depositou R$ 12 mil em sua conta, quando deveria repassar R$ 1,2 mil.

Das lembranças dos R$ 861 mil que engordaram sua conta por algumas horas, Nestor guarda o comprovante do depósito.

“Um dia dá certo, por via certa. Eu estou marcado para isso.”

Enfim, o que achou da notícia?

Então, nos siga no Facebook, Twitter e Google News. Assim você vai acompanhar as principais notícias do Brasil e do mundo no Gazeta do Dia!