99Food comemora dois anos no Brasil com 175% de aumento no número de pedidos

No balanço feito para celebrar o marco, os números identificados nas cidades dão conta do potencial de crescimento do segmento.

Após completar dois anos de operação no Brasil no último dia 6 de dezembro, a 99Food terminará 2021 com muito a comemorar. Depois de “desembarcar” em 38 novas cidades nos últimos 11 meses e ampliar o serviço de 21 para 59 praças – 16 delas capitais –, a companhia finalizará o ano quase triplicando sua presença no país, impulsionada sobretudo pelo boom no segmento de delivery, atividade que se tornou primordial durante a pandemia da Covid-19.

No balanço feito para celebrar o marco, os números identificados nas cidades dão conta do potencial de crescimento do segmento. Primeira cidade a receber a 99Food em dezembro de 2019, Belo Horizonte, por exemplo, continuou sendo líder no número de solicitações, seguida por Recife, Goiânia, Manaus e Cuiabá. As capitais pernambucana e goiana, aliás, repetiram o feito de constar no top 5 pelo segundo ano consecutivo em número de pedidos, somando, juntas, quase 2 milhões deles.

Recife e Belo Horizonte também tiveram destaque na adesão de estabelecimentos. Empatadas, 5 mil novos estabelecimentos em cada uma delas aderiram à plataforma neste último ano, em um ranking composto ainda por Salvador, Manaus e Belém.

Integrante da empresa global DiDi, maior companhia de mobilidade urbana e conveniência do mundo, a 99Food também solidificou sua marca no nicho de entrega por aplicativo com o cadastro de 113,4 mil restaurantes – frente aos 50 mil cadastros feitos em 2020 –, e 48,2 mil usuários ativos por mês. Registrou, ainda, um crescimento de quase 40% no acumulado entre 2020 e 2021 no número de novos clientes e quase 127% de aumento na adesão de restaurantes no mesmo período. A plataforma que conecta consumidores aos melhores restaurantes locais ainda somou 18,7 milhões de pedidos em 2021, conquistando um aumento de 175% nas demandas de consumidores realizadas pelo app.

Resultados no Centro-Oeste 

Com o olhar voltado para cidades de pequeno e médio porte e adaptada às diferentes realidades brasileiras, a aposta na interiorização feita pela empresa também rendeu resultados que puderam ser verificados regionalmente.

A partir da abertura de quatro novas operações – Goiânia (GO), Rondonópolis (MT), Sinop (MT) e Três Lagoas (MS) –, em 2021 a empresa alcançou o crescimento de 166% no número de entregas no Centro-Oeste, com Brasília em primeiro lugar na região. Até 2020, apenas a capital federal,  Cuiabá (MT) e Campo Grande (MS) contavam com o serviço de entrega oferecido pela companhia.

Para Pedro Gomes, diretor de operações da 99Food, os resultados na região endossam o compromisso da empresa com o Brasil. “A 99Food nasceu com a meta de apoiar o negócio dos pequenos e médios comerciantes locais, em um movimento de valorização da gastronomia. O objetivo é oferecer um serviço de qualidade, preço competitivo e conquistar um mercado com uma experiência diferente para os restaurantes, consumidores e entregadores parceiros e os resultados obtidos em 2021 confirmam que estamos no caminho certo. O país possui amplo espaço para conquistar novos consumidores, restaurantes e entregadores parceiros e os números reforçam essa análise”, declarou.

Os preferidos do público 

Campeões em vendas no apps, os hambúrgueres lideraram o ranking de preferidos dos consumidores, assim como as pizzas, snacks e açaí. Na lista de favoritos ainda estão os lanches/sanduíches, a comida japonesa, as carnes e os doces.

No entanto, o aumento da valorização da culinária brasileira, já identificado em uma pesquisa que buscou conhecer os hábitos da população em relação à alimentação, é uma realidade. Segundo alimento mais procurado por consumidores, as tradicionais marmitas ou “quentinhas” representaram 15,73% dos tipos de refeições solicitadas via app, ante aos 14,05% identificados em 2020, apontando crescimento de quase 2%.

A pesquisa, feita a pedido da 99Food pelo Datafolha, revelou que, de fato, a demanda por consumo de comida típica caseira aumentou nos apps de delivery de comida. Considerada uma forma de valorização da cultura gastronômica e de conexão com as memórias afetivas familiares, a comida regional é valorizada por 83% dos brasileiros. Seu consumo cresceu também nas plataformas de entrega de comida. ​​

O delivery veio para ficar? 

O estudo indicou também que o hábito de recorrer ao delivery no momento de eleger refeições veio para ficar. De acordo com o levantamento, 64% dos brasileiros, de todas as classes sociais, passaram a pedir mais comida nas plataformas durante a crise sanitária.

Na sondagem, 62% dos entrevistados, sinalizaram que, mesmo após o fim da pandemia, pretendem manter os pedidos de comida por app. O que tudo indica é que, um público que até então usava pouco o serviço, gostou de sua praticidade, talvez por conta da correria do dia a dia, sobretudo aqueles que são pais, que afirmaram ter aumentado o uso em 68%. Destes, 20% planejam ampliar a utilização no futuro.

Metodologia Datafolha: Pesquisa quantitativa, realizada mediante autopreenchimento online de questionário estruturado em painel de internautas, entre os dias 8 de abril a 7 de maio deste ano. Foram entrevistadas 1.515 pessoas (46% homens, 54% mulheres), distribuídas em todas as regiões do Brasil. Os entrevistados possuem entre 16 anos ou mais, pertencentes a todas as classes econômicas e que utilizaram apps de delivery de comida no último mês, anterior à pesquisa. A margem de erro máxima para o total da amostra é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%.

Enfim, o que achou da notícia?

Então, nos siga no Facebook, Twitter e Google News. Assim você vai acompanhar as principais notícias do Brasil e do mundo no Gazeta do Dia!