Exército impediu remoção de acampamento golpista, diz Ibaneis

O governador Ibaneis Rocha (MDB) disse que o Exército impediu a retirada do acampamento de bolsonaristas em Brasília.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) disse, em depoimento à Polícia Federal (PF), que o Exército impediu a retirada do acampamento de bolsonaristas localizado em frente ao Quartel-General, em Brasília. O governador compareceu à sede da corporação para prestar esclarecimentos, nesta sexta-feira (13), após ser afastado do cargo pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moares pelo prazo inicial de 90 dias.

♦ Luciano Hang diz que torce pelo governo Lula: “Temos um presidente novo”

O g1 entrou em contato com o Exército, mas não obteve retorno até a última atualização desta publicação. Ibaneis afirmou que o acampamento estava instalado em uma área “sujeita a administração do comando do Exército”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No entanto, de acordo com o governador, o Governo do Distrito Federal (GDF) “manteve contato com os comandantes militares para organizar a retirada pacífica dos acampados”. O governador diz ainda que foi definida a data de 29 de dezembro de 2022 para o início da remoção dos bolsonaristas, porém, o prazo foi “sustado por ordem do comando do Exército”.

Além disso, Ibaneis afirmou que algumas barracas chegaram a ser removidas, no entanto, policiais militares e agentes do DF Legal não conseguiram terminar o trabalho por “oposição das autoridades militares”.

No depoimento, o governador afirmou que as tratativas com o Exército ficavam a cargo da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF) e que a equipe de transição do governo federal “tinha conhecimento da oposição do Exército na retirada dos acampamentos”.

“Fato de domínio público”, diz o depoimento.

Ibaneis disse aos policiais federais que, após a posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), houve desmobilização dos acampamentos e que, inclusive, o GDF auxiliou o bolsonaristas que deixavam a capital, “fornecendo passagens de ônibus e na retirada de algumas barracas”.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no Brasil e no mundo?

Então nos siga em nossas redes sociais, como o Facebook, Instagram e Google News. Assim, você acompanhará tudo sobre economia, esporte, tecnologia, saúde e muitas outras matérias interessantes.