Lula decreta intervenção federal no Distrito Federal

Após a invasão da sede dos Três Poderes em Brasília, o presidente Lula editou um decreto para a intervenção federal no Distrito Federal.

Lula decreta intervenção federal no Distrito Federal. Foto: Ricardo Stuckert

Após a invasão da sede dos Três Poderes em Brasília, na tarde deste domingo (8), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) editou um decreto para a intervenção federal no Governo do Distrito Federal até o dia 31 de janeiro.

♦ Manifestantes invadem Congresso Nacional; veja vídeo

O objetivo da intervenção é “pôr termo a grave comprometimento da ordem pública” no Distrito Federal, marcado por atos de violência e invasão de prédios públicos. A medida será coordenada pelo interventor Ricardo Garcia Cappelli, atual secretário-executivo do Ministério da Justiça.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

♦ Após Congresso, manifestantes invadem o Palácio do Planalto

De acordo com o decreto, o interventor fica subordinado ao presidente da República e não está sujeito às normas distritais que conflitarem com as medidas necessárias à execução da intervenção. Em pronunciamento, Lula afirmou que houve “falta de segurança” e que as pessoas autoras dos crimes serão “encontradas” e “punidas”.

♦ Manifestantes invadem Supremo Tribunal Federal (STF)

“Esses vândalos, que podemos chamar de fascistas, fanáticos, fizeram o que nunca foi feito na história desse país”, disse o presidente. “Essa gente terá que ser punida. Vou voltar para Brasília, visitar os três palácios que foram quebrados. Isso não se repetirá. Vamos descobrir quem pagou os ônibus, quem pagava estadia, churrasco todo dia e essa gente toda vai pagar. E da parte do governo federal, se houve omissão, também será punido. Não vamos admitir”, completou.

O presidente disse, ainda, que “a democracia garante o direito de liberdade, direito de livre comunicação, de livre expressão”, mas também exige que as pessoas “respeitem as instituições que foram criadas para fortalecer a democracia”.

Manifestantes que não aceitam a vitória de Lula nas eleições de 2022 furaram bloqueio da Polícia Militar do Distrito Federal e invadiram, na tarde deste domingo (8), os prédios do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília.

As declarações foram dadas por Lula em visita a Araraquara, município do interior paulista que sofreu estragos após as chuvas. Em seu discurso, o presidente atribuiu ao antecessor, Jair Bolsonaro, a não aceitação do resultado eleitoral e o estímulo a invasão dos prédios dos Três Poderes. “Isso é da responsabilidade dele. E isso tudo vai ser apurado com muita força e rapidez.”

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no Brasil e no mundo?

Então nos siga em nossas redes sociais, como o Facebook, Instagram e Google News. Assim, você acompanhará tudo sobre economia, esporte, tecnologia, saúde e muitas outras matérias interessantes.