PRF diz que há 32 pontos de bloqueios e interdições nas rodovias

As estradas do país seguem com 22 interdições parciais e 10 bloqueios totais neste domingo (20), segundo a PRF.

PRF negocia liberação de rodovias bloqueadas pelos caminhoneiros. Foto: PRF/Divulgação
PRF diz que há 32 pontos de bloqueios e interdições nas rodovias. Foto: PRF/Divulgação

As estradas do país seguem com 22 interdições parciais e 10 bloqueios totais neste domingo (20). São caminhoneiros e outros manifestantes que não aceitaram o resultado da eleição presidencial, que foi divulgado há 21 dias. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram desfeitas 1.222 manifestações até a manhã de hoje.

Os dez bloqueios totais relatados pela PRF são em Mato Grosso, nas cidades de Sorriso (3), Lucas do Rio Verde (2),  Matupá, Campo Novo do Parecis, Campos de Júlio, Nova Mutum e Água Boa.

Em Dourados (MS), manifestantes queimaram pneus na sexta-feira (18) e um carro que tentou atravessar o bloqueio pegou fogo. No mesmo dia, duas rodovias federais no Entorno do Distrito Federal tiveram manifestações. Protestos foram registrados em Cristalina (GO) e Formosa (GO), mas não houve bloqueios ou interdições.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

◊ Alexandre de Moraes manda encerrar bloqueios e impõe multa de R$ 100 mil

Na última quinta-feira (17), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o bloqueio das contas bancárias de 43 empresários suspeitos de financiar atos contra o resultado da eleição presidencial. A determinação mira uma lista de empresários apontados pela Polícia Federal (PF) e pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) como envolvidos nos atos contra o resultado registrado no último dia 30 de outubro.

◊ Jair Bolsonaro publica mandado de injunção; saiba o que isso significa

Além dos protestos nas rodovias, vários grupos que defendem o presidente Jair Bolsonaro (PL) estão concentrados em frente a quartéis das Forças Armadas em diversos estados.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no Brasil e no mundo?

Então nos siga em nossas redes sociais, como o Facebook, Instagram e Google News. Assim, você acompanhará tudo sobre economia, esporte, tecnologia, saúde e muitas outras matérias interessantes.