Galvão Bueno deixará narrações na TV Globo após a Copa do Mundo

Galvão Bueno vai deixar as narrações na TV Globo após a Copa do Mundo de 2022, no Catar. Vínculo dele com a emissora acaba no fim de 2022.

Galvão Bueno se despede das narrações na TV Globo no fim de 2022. Foto: Divulgação
Galvão Bueno se despede das narrações na TV Globo no fim de 2022. Foto: Divulgação

Galvão Bueno vai deixar as narrações na TV Globo após a Copa do Mundo de 2022, no Catar, período que coincide com o fim do contrato dele com a emissora.

Um dos maiores narradores esportivos da história da televisão brasileira, ele se despede depois da competição no Oriente Médio e encerrará um ciclo que teve início na empresa em 1981.

Galvão comandará nesta quinta-feira, a partir das 20h30, sua última partida da seleção brasileira no Maracanã na tela da Globo. Data mais do que especial para quem se notabilizou com narrações históricas dos jogos do Brasil, sobretudo nas conquistas do tetra e do penta, em 1994 e 2002, além das medalhas de ouro do futebol masculino nas Olimpíadas do Rio, em 2016, e de Tóquio, em 2021.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

— Estamos conversando, são reuniões em sequência do que será feito depois da Copa do Mundo. Pretendo realmente dar um mergulho de cabeça nesse mundo digital. Estamos negociando participações, sequência na Globo, outras plataformas. A Globo é minha casa. Não poderia chegar a minha última transmissão de seleção brasileira em TV aberta sem me referir a isso. É um momento que vai ser muito especial, marcante e de muita emoção — afirmou Galvão.

Renato Ribeiro, diretor de Esportes da Globo, destacou o legado que Galvão deixará na televisão brasileira e prometeu uma despedida inesquecível.

— Galvão é um gênio da comunicação, que reinventou a função de um narrador nas transmissões esportivas. Haverá pra sempre na história da TV brasileira o antes e o depois de Galvão. Juntos, estamos preparando uma despedida à altura da história dele na Copa do Catar. Será inesquecível para o Galvão e para o público — acrescentou.

Galvão atingirá no Catar a impressionante marca de 13 Copas do Mundo no currículo — 11 delas apenas na Globo, narrando todas as finais desde 1990. São 48 anos como narrador, 41 na mesma emissora.

— Estamos juntos certamente com a Seleção e o futebol até 18 de dezembro. Depois, vira-se uma página do livro e o livro continua — disse o narrador.

Enfim, o que achou da notícia?

Então, nos siga no Facebook, Twitter e Google News. Assim você vai acompanhar as principais notícias do Brasil e do mundo no Gazeta do Dia!