Guerra já matou 227 civis na Ucrânia, diz Nações Unidas

Um comunicado da ONU confirmou o número de vítimas na Ucrânia desde 24 de fevereiro, data de início da ofensiva russa.

Cidade de Zhytomyr, na Ucrânia, foi atingida por bombardeio russo. Foto: Serviço de Emergência da Ucrânia/Divulgação
Cidade de Zhytomyr, na Ucrânia, foi atingida por bombardeio russo. Foto: Serviço de Emergência da Ucrânia/Divulgação

Um comunicado do escritório de direitos humanos da ONU confirmou hoje o número de vítimas na Ucrânia desde 24 de fevereiro, data de início da ofensiva russa. O órgão aponta para 227 mortos e 525 feridos até a meia noite de terça-feira (1º).

“A maioria dessas baixas foi causada pelo uso de armas explosivas com uma ampla área de impacto, incluindo artilharia pesada e sistemas de foguetes de lançamento múltiplo, e ataques aéreos” diz o texto.

Os atrasos de comunicação em algumas áreas onde ataques de maior proporção ocorreram e o fato da Rússia já controlar alguns territórios dificultam a consolidação do número de vítimas, segundo o escritório.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais cedo, a Rússia também atualizou o número de baixas. Segundo o Ministério da Defesa informou à agência estatal RIA, 498 soldados morreram na Ucrânia , e 1.597 ficaram feridos desde o início da operação militar.

Na contagem dos russos, são 2.870 vítimas ucranianas, e 3.700 feridos, segundo a agência de notícias Interfax.

Enfim, o que achou da notícia?

Então, nos siga no Facebook, Twitter e Google News. Assim você vai acompanhar as principais notícias do Brasil e do mundo no Gazeta do Dia!