Ministério Público denuncia cantor Eduardo Costa por estelionato

A denúncia aponta que Eduardo Costa realizou um contrato de compromisso de compra e venda em 16 de julho de 2015, com duas supostas vítimas.

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) denunciou Eduardo Costa pelo crime de estelionato. De acordo com a colunista Fábia Oliveira, do Em Off, a promotoria pede a condenação do sertanejo à reparação dos danos causados por causa da infração penal.

A denúncia da 12ª Promotoria de Belo Horizonte, apresentada à Justiça na última quinta-feira (25/11), aponta que Costa realizou um contrato de compromisso de compra e venda em 16 de julho de 2015, com duas supostas vítimas, e adquiriu delas um imóvel no Bandeirantes, em Belo Horizonte, por R$ 9 milhões.

Em uma parte do valor – R$ 5.625.000,00 -, o artista deu um imóvel em Piumhi, Minas Gerais. De acordo com a promotoria, Costa omitiu de forma dolosa o fato do imóvel se tratar de bem “litigioso”, obtendo “vantagem ilícita”, em prejuízo das “vítimas”.

“As vítimas e os profissionais que auxiliaram diretamente nas negociações foram mantidas em erro, mediante artifício e ardil, pelos denunciados, que omitiram tais informações. Tanto que não há qualquer menção de tais ações no contrato celebrado, constando, ao contrário, que os bens ofertados estariam livres e desimpedidos de quaisquer ônus”, diz um dos trechos da denúncia, divulgada pelo portal R7.

Enfim, o que achou da notícia?

Então, nos siga no Facebook, Twitter e Google News. Assim você vai acompanhar as principais notícias do Brasil e do mundo no Gazeta do Dia!