Renan Calheiros revela que Flávio Bolsonaro está sendo investigado

Renan Calheiros revelou que o filho do presidente da República, Flávio Bolsonaro está sendo investigado pela CPI.

O relator da CPI, Renan Calheiros. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
O relator da CPI, Renan Calheiros. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Renan Calheiros (MDB-AL), senador e relator da CPI da Covid, revelou em entrevista ao jornalista Guilherme Amado, na manhã desta quinta-feira (8), que o filho do presidente da República, Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) está sendo investigado pela comissão por um possível envolvimento no escândalo da vacina indiana Covaxin.

“O relator tem acesso a aspectos variados da investigação. E eu, como relator, fico obrigado a toda vez que há dúvida sobre o envolvimento de alguém, ou sobre uma relação indecorosa de alguém com seja lá quem for, você tem que perguntar”, disse Renan.

O relator da comissão se antecipou e ressaltou que não antecipará fatos, “mas eu queria te dizer que nós estamos investigando” um possível envolvimento do senador Flávio Bolsonaro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo Calheiros, há “aspectos que precisam ser investigados (…) Eu estou compromissado com essa investigação, seja em qual direção ela puder caminhar”.

Flávio Bolsonaro. Foto: Agência Brasil
Flávio Bolsonaro. Foto: Agência Brasil

Entre os motivos listados por Renan, encontram-se uma fala do Flávio “numa intervenção na própria Comissão Parlamentar de Inquérito, confessou que teria levado o dono da Precisa [laboratório que intermediava a compra da vacina indiana] ao BNDES, né? Isso é a confissão de um crime. Advocacia administrativa [quando um servidor defende interesses particulares no órgão em que trabalha]. Isso não é competência de um senador da República. Levar um driblador da lisura e do dinheiro público [Francisco Maximiano, dono da Precisa] a um banco oficial para obter empréstimos não é correto do ponto de vista da atribuição de um senador. Isso foi uma confissão.”

Mesmo com a revelação, Flávio não é oficialmente investigado. Isso acontecerá “na medida em que você vai tendo conhecimento dos fatos e das provas e dos indícios”, finaliza Calheiros.

Enfim, o que achou da notícia?

Então, nos siga no Facebook, Twitter e Google News. Assim você vai acompanhar as principais notícias do Brasil e do mundo no Gazeta do Dia!