Discursos de ódio — Faça sua parte para interromper esse ciclo

Após população ter se deparado com as dificuldades causadas pela covid-19, outro grave problema ainda preocupa: uma “pandemia de ódio”.

Para vencer o ciclo do ódio, é necessário mais do que apenas leis que reprimam ações ruins. Foto: Cortesia das Testemunhas de Jeová
Para vencer o ciclo do ódio, é necessário mais do que apenas leis que reprimam ações ruins. Foto: Cortesia das Testemunhas de Jeová

Dois anos depois de a população mundial ter se deparado com as dificuldades causadas pela covid-19, outro grave problema ainda preocupa: uma “pandemia de ódio”. Episódios de racismo têm se tornado cada vez mais comuns. No Brasil, a Safernet1, que trabalha com segurança digital, constatou um aumento de 60,7% no total de denúncias de atividades neonazistas na internet em 2021 quando comparado a 2020. Palavras relacionadas ao discurso de ódio, como haters e bullying, têm sido cada vez mais usadas. O discurso de ódio, contudo, vai além das palavras. Ele é o caminho para atos cruéis, vandalismo, genocídios e conflitos — que causam muito sofrimento e tristeza, como temos visto em razão da guerra na Ucrânia. Não é à toa que a Organização das Nações Unidas estabeleceu o 21 de março como o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial.

A edição mais recente da revista A Sentinela, intitulada “Como parar o ciclo do ódio”, menciona que “a verdade é que as pessoas que sofrem por causa do ódio também mostram ódio por outros. Muitas vezes elas querem se vingar e, assim, o ciclo do ódio continua”. Para vencer o ciclo do ódio, é necessário mais do que apenas leis que reprimam ações ruins. É preciso vencer pensamentos e sentimentos, e isso começa por cada um de nós!

Veja 4 conselhos que podem ajudar todas as pessoas a interromperem esse ciclo:

  1. Olhe além das aparências – Em vez de pensar que as pessoas de certo grupo são todas iguais, tente ver as pessoas como indivíduos.
  2. Não tente se vingar – Quando as pessoas se vingam, isso só alimenta o ódio no mundo. Tente se controlar e manter a paz.
  3. Tire o ódio da sua mente – Faça uma autoanálise sincera sobre o que você pensa e sente sobre pessoas de outra etnia ou país. Se identificar sinais de ódio, busque mudar sua forma de pensar e se afaste de canais que incentivam o discurso de ódio.
  4. Desenvolva boas qualidades – Empenhe-se por cultivar qualidades como o amor, a paz, a paciência e o autodomínio.

A revista A Sentinela “Como parar o ciclo do ódio” pode ser lida ou baixada em 419 idiomas gratuitamente no jw.org, o site oficial das Testemunhas de Jeová. As sugestões citadas acima são baseadas em princípios da Bíblia destacados na revista. Ao acessá-la poderá descobrir por que existe tanto ódio e como vencê-lo, além de se inspirar com histórias de pessoas no mundo inteiro que se empenham pelo amor.

Enfim, o que achou da notícia?

Então, nos siga no Facebook, Twitter e Google News. Assim você vai acompanhar as principais notícias do Brasil e do mundo no Gazeta do Dia!