Sistema de franquia do seguro auto ainda gera dúvidas no motorista. Entenda!

O sistema de franquia do seguro auto consiste em uma participação do segurado para reparar o carro. Entretanto, nem sempre ele é vantajoso.

Sistema de franquia do seguro auto ainda gera dúvidas no motorista. Foto: Pixabay
Sistema de franquia do seguro auto ainda gera dúvidas no motorista. Foto: Pixabay

O sistema de franquia do seguro auto consiste em uma participação do segurado para reparar o carro. Entretanto, nem sempre ele é vantajoso ou pode ser usado.

O sistema de franquia do seguro auto ainda é um mistério para muitos segurados. Isso acontece porque não se busca muitas informações sobre o assunto até que um acidente aconteça.

Na hora que é preciso acionar o seguro, muita gente não sabe para quem pagar a franquia, quando ela é cobrada e muitas outras situações.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

É possível que ocorram casos diversos na hora de pagar o valor. Selecionamos as questões que mais afligem os motoristas. Confira!

Quando a franquia é cobrada?

Ao contratar o seguro, existem dois valores que o segurado pode pagar. O prêmio que é o valor do seguro em si e a franquia, que é cobrada quando ocorre um dano parcial.

Ela pode ser uma franquia reduzida, normal ou ampliada e corresponde ao valor que será cobrado do segurado.

No caso de danos parciais, ou seja, quando o valor do reparo é inferior a 75% do preço de mercado do carro, o veículo vai para a oficina. O que acontece é que a seguradora cobre parte dos danos e o segurado outra parte.

Supondo que o valor do reparo é de R$ 10.000,00 e a franquia de R$ 3.000,00. O segurado arca com o R$ 3 mil e os outros R$ 7 mil a seguradora paga.

O valor é entregue diretamente à oficina e se o pagamento deve ser antecipado, pago após o serviço ou parcelado é uma negociação direta entre seguradora, oficina e segurado.

Franquia com valor superior ao reparo

Entender como o sistema de franquia do seguro auto funciona ajuda a saber quando acionar ou não o seguro.

Sempre que ocorrer um dano parcial e o seguro for acionado, será cobrada a franquia integral. Não existe cobrar parte da franquia.

Nos casos em que o valor do reparo for pouco, não é interessante acionar o seguro. Por exemplo, com a franquia de R$ 3 mil e danos de R$ 1.800,00, não vale a pena acionar o seguro. O valor pago seria maior do que o reparo.

Nessas situações, normalmente a seguradora orienta que o segurado faça os reparos com recursos próprios.

Seguro contra terceiros e o sistema de franquia do seguro auto

O seguro contra terceiros é usado para pagar despesas com outros veículos por acidentes provocados pelo segurado.

Se, no trânsito, bater na traseira de outros veículos, o responsável por causar o acidente deverá arcar com os custos totais do reparo. Quando se tem o seguro contra terceiros, basta acionar a sua seguradora, informar a situação, enviar o orçamento do reparo do outro carro.

Sendo aprovado o conserto a seguradora paga pela oficina e peças para que o outro veículo volte a ficar em condições de circular. É importante ressaltar que o seguro contra terceiros não cobra franquia.

Entretanto, se a colisão resultou em danos no seu veículo também. Então usará duas coberturas. A contra terceiros para arrumar o carro do outro e de danos parciais para arrumar o seu carro. Haverá a cobrança de franquia relacionada apenas ao reparo do veículo do segurado.

O pagamento da franquia do seguro da outra pessoa 

Uma prática muito comum é as pessoas que se envolvem em acidentes entrarem em acordo. Quem provocou o acidente pode não ter um seguro contra terceiro, mas o outro possui. Então fica entendido que o causador pagará a franquia do outro para que o reparo seja feito.

Conforme já citado, quem causa o acidente deve se responsabilizar pelo pagamento integral dos reparos. Nas apólices de seguro não está prevista essa situação de outra pessoa pagar pela franquia.

Isso quer dizer que é preciso entrar em acordo com a seguradora. Se ela aprovar que esse acordo de outro pagar pela franquia seja estabelecido e fique dessa forma, sem problemas.

O que acontece é que as seguradoras não querem sair perdendo. É comum elas realizarem o reparo e depois cobrarem que provocou o acidente pelo restante dos custos. Portanto, esse tipo de negociação não deve ficar apenas entre os motoristas, deve envolver a seguradora para não gerar cobranças surpresas.

O sistema de franquia do seguro auto não é tão difícil de se entender, porém, possui detalhes. Conhecer quais são e de que maneira essa cobertura é usada acaba com a maior parte das dúvidas.

📲 Confira as últimas notícias do Gazeta do Dia
📲 Siga o Gazeta do Dia no Facebook e no Instagram
📲 Siga as notícias Gazeta do Dia no Google News