Brasil terá safra recorde de milho e exportações vão subir mais ainda

O Brasil, segundo maior exportador mundial depois dos Estados Unidos, está encerrando a colheita anual, que atingirá um nível recorde.

O Brasil, segundo maior exportador mundial depois dos Estados Unidos, está encerrando a colheita anual, que atingirá um nível recorde. O aumento da superfície, as condições climáticas geralmente favoráveis e o aumento da produtividade permitiram ao país dobrar suas vendas no exterior.

A produção brasileira do cereal vai aumentar 30,1% este ano e atingir um total de 113,3 milhões de toneladas, impulsionada por uma segunda safra igualmente histórica, com 86,1 milhões de toneladas de milho produzidas (+41,8%), indica a Companhia Nacional de Abastecimento  no último relatório da temporada.

O Brasil deverá exportar cerca de 40 milhões de toneladas de milho, em comparação às 20,8 milhões de toneladas no ano passado. Atingida por uma forte estiagem, a China, grande produtora e consumidora de milho, acelerou as negociações com o Brasil em maio assinou um acordo para abrir o mercado ao cereal brasileiro, cedendo temporariamente a certas exigências fitossanitárias vinculadas aos sistemas de manejo da cultura.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no Brasil e no mundo?

Então nos siga em nossas redes sociais, como o Facebook, Instagram e Google News. Assim, você acompanhará tudo sobre economia, esporte, tecnologia, saúde e muitas outras matérias interessantes.