Enem 2022: Redação aborda valorização de povos tradicionais no Brasil

A redação do Enem teve como tema neste ano “Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil’’.

Enem. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Redação do Enem 2022 aborda valorização de povos tradicionais no Brasil. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

A redação do Enem 2022 (Exame Nacional do Ensino Médio) teve como tema neste ano “Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil’’. A informação foi anunciada nas redes sociais do ministro da Educação, Victor Godoy, logo após o início da prova.

O exame teve início às 13h30 deste domingo (13), contando com 3,4 milhões de candidatos inscritos em todo o Brasil. A redação, parte da prova que é aguardada com expectativa pelos alunos, mais uma vez surpreendeu as expectativas com a temática sobre as comunidades e povos tradicionais no Brasil.

O professor de redação João Filho, da Plataforma Professor Ferretto – canal 100% online que oferece conteúdo complementar para o Ensino Médio, com foco na preparação para o Enem e vestibulares – comenta sobre a temática escolhida no exame e expõe seu ponto de vista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

◊ Enem: confira dicas de alimentação antes da prova

Para o docente, apesar da “surpresa”, o tema já era especulado na internet. ”Este assunto está dentro de um arco de previsibilidades, uma vez que o próprio Portal Nacional de Educação, já havia divulgado dias atrás, nas suas redes sociais (Instagram) uma lista com 35 temas possíveis para o Enem 2022. Entre os temas estava a questão da valorização dos povos indígenas no Brasil, que poderia ser explorada na redação como uma das problemáticas exigidas”, explica o professor.

Por ser um assunto amplo, os vestibulandos tiveram um leque de informações que poderiam ter abordado na construção do texto. Espera-se que o candidato consiga apontar problemas relacionados à garantia dos direitos desses povos tradicionais e também à valorização cultural deles. “Ao falar de povos tradicionais do Brasil, não estamos falando apenas de povos indígenas, ou nativos. Falamos também de quilombolas, comunidades ciganas, comunidades de pescadores e extrativistas. Acredito que a proposta seja de um tema entre um nível fácil e médio, uma vez que as escolas devam ter tratado essa temática ao longo do ano com seus alunos”, avalia Filho.

◊ Estudo diz que cerrado brasileiro pode perder um terço da água

João Filho conclui que o tema da redação foi uma ótima escolha e totalmente dentro das perspectivas do Exame Nacional do Ensino Médio. ‘‘Foi um recorte temático bem interessante, pois contempla uma temática brasileira e contemporânea, que pressupõe o uso de propostas plausíveis, como a regulamentação de leis e a criação de projetos que visem a uma condição de tratamento igualitário a todos esses povos, ao reconhecimento desses grupos como identitários da cultura brasileira e da nossa formação etnográfica, bem como da formação cultural e socioeconômica’, finaliza.